sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Homens da União




Numa altura em que a União Progressiva da Freguesia do Colmeal festeja os seus 77 anos de existência, será de toda a justiça trazer a este "Cantinho da Saudade" dois nomes que muito fizeram pela colectividade e pelo regionalismo na nossa freguesia.
São dois irmãos, um dos quais ainda se encontra entre nós.
Filhos de um outro grande regionalista dos primeiros anos da União.
As fotografias serão de finais da década de dez e princípio dos anos vinte do século passado.

O primeiro iniciou o seu percurso como 1.º Secretário da Assembleia-Geral em Dezembro de 1942 quando esta era presidida por Joaquim Francisco Neves e a Direcção liderada por António Domingos Neves. Manteve o lugar no mandato seguinte.
Regressa em Maio de 1955 como Vogal da Direcção já com Manuel Martins da Cruz ao leme.
Nos dois mandatos seguintes ocupa o lugar de 1.º Secretário. Em Fevereiro de 1962 volta ao seu primeiro cargo onde se mantém até Abril de 1967, ano em que passa para Vice-Presidente da Direcção, então comandada por António Simões Lopes e onde fica até 9 de Março de 1969. Nesta data assume a presidência numa Direcção em que vai trabalhar com João de Deus Duarte, António Domingos Santos, Eduardo dos Santos Ferreira, António Ferreira Ramos, Manuel Simões Nunes, José Braz, Manuel Martins Barata, Alberto Fernandes da Luz, Sebastião Henriques e João Duarte.
Em Março de 1971 regressa à Assembleia-Geral como Vice-Presidente, onde se mantém até Março de 1973, com Manuel Martins da Cruz a presidir e João de Deus Duarte e António Domingos Santos como secretários.
Volta em Julho de 1976 para assumir a presidência da Assembleia-Geral. Nos dois anos seguintes passa pelo Conselho Fiscal como Relator e de Março de 1979 a Março de 1982 assume a presidência deste órgão.
Quarenta anos com algumas intermitências ao serviço da colectividade. Um exemplo a ser olhado não só pelos mais novos, mas por todos aqueles que dão um pouco do seu tempo a esta causa e se interessam por ela. Faleceu em 8 de Março de 2006.

O segundo, como no princípio referimos, ainda se encontra entre nós.
Já aqui o recordamos neste espaço há uns meses atrás. Em 18 de Janeiro de 1948 é eleito 1º Secretário da Assembleia-Geral, cargo que desempenha até final de 1952.
Após um pequeno interregno motivado pela sua saída para o ex Congo Belga, volta a desempenhar outros vários cargos entre Dezembro de 1955 e 1970 - Vogal da Direcção e da Comissão de Festas e Assistência, Secretário e Vice-Presidente da Assembleia-Geral.
São desses anos as famosas, muito concorridas e animadas festas que a União levava a efeito no salão nobre da Casa das Beiras, no Largo de São Domingos, em Lisboa.Em 1979 é eleito Vice Presidente da A. G. tendo nos dois anos seguintes ocupado o cargo de Presidente no mesmo órgão.O seu último acto foi o de presidir à Assembleia-Geral de 20 de Março de 1982, tendo sido secretariado por Pedro Gaspar Freire e António Domingos Santos.Sabemos que continua a acompanhar as actividades da União Progressiva. Outro exemplo de grande dedicação à causa regionalista, alegria contagiante no que fazia e disponibilidade total para uma entreajuda sem limites.

Estivémos a recordar os filhos de Maria Adelaide Reis e António Nunes dos Reis - Armando Nunes dos Reis e Horácio Nunes dos Reis.

Recolha de dados e fotografias cedidas por A. Domingos Santos

1 comentário:

António Santos disse...

A fotografia de Armando Nunes dos Reis tem no verso a data de 28-11-1920 e uma dedicatória para a sua madrinha, a "fava-rica" Maria Inocência Neves.